Em 5 anos, Hospital Regional do Baixo Amazonas reaproveitou 497 toneladas de resíduos

Campanha de descarte correto de resíduos gerados na unidade, realizada nos dias 28 e 29 de junho, tem reforçado conscientização do público interno

[29/06/2022] O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), localizado em Santarém (PA), alcançou a marca de 497,2 toneladas de resíduos reciclados entre janeiro de 2017 e maio deste ano.

Entre os materiais reciclados estão: papelão, isopor, óleo de cozinha, frascos de plástico, mas a maior parcela é de resíduo orgânico (restos de alimentos e galhos e folhas do jardim).

De acordo com Maiza Diniz Rezende, coordenadora de Hotelaria e presidente da Comissão de Gerenciamento de Resíduos Sólidos em Saúde (CGRSS), a campanha de descarte correto de resíduos e demais ações de conscientização estão sendo fundamentais para alcançar esses resultados.

“Orientamos constantemente o público interno sobre o descarte correto de resíduos. O projeto Compostagem e Horta Orgânica, que absorve 100% dos resíduos orgânicos do refeitório, além das ações de reciclagem do Projeto Caracol, que reaproveita resíduos comuns em oficinas de criação de peças com usuários, estão sendo essenciais para os resultados positivos”, explica Maiza.

Nos dias 28 e 29 de junho, os profissionais e usuários do hospital puderam reforçar os conhecimentos sobre descarte correto, por meio de atividades lúdicas, jogos educativos, dinâmicas e oficinas de reaproveitamento de materiais.

Horta do HRBA

É um projeto pioneiro na região, na área ambiental, lançado na unidade em 2017. Resíduos orgânicos (folhas e galhos de árvores e restos de alimentos do hospital) são transformados em composto. Esse composto é utilizado na horta, que produz verduras, legumes e frutas para o consumo do público interno.

Em 2021, o hospital produziu 64 toneladas de resíduos orgânicos e toda essa quantidade foi reaproveitada sendo transformada em adubo orgânico.

“Somente ano passado cultivamos 1,5 toneladas de verduras, legumes e frutas na horta do HRBA. Colhemos macaxeira, jerimum, banana, maxixe, coentro, quiabo, rúcula, entre outros alimentos. Um dos benefícios do projeto é a redução de gastos com alimentos. Apenas em 2021, a unidade produziu quase 67 mil refeições por mês”, destacou a gerente de Hotelaria, Ádrea Moreira.

A partir do projeto da Horta, em 2020, a unidade conquistou o selo Green Kitchen (Cozinha Verde, traduzido do inglês). O programa é voltado às boas práticas de alimentação, centradas na utilização de alimentos sem agrotóxicos (alimentação saudável), ambientação natural e sustentabilidade.

Projeto de destaque internacional

Com atendimento 100% pelo SUS (Sistema Único de Saúde) para casos de média e alta complexidades, referência em sustentabilidade, o HRBA, que é uma unidade pertencente ao Governo do Pará gerenciada pela Pró-Saúde, tem conseguido realizar com efetividade o manejo correto dos resíduos sólidos de serviço, minimizando os impactos ao meio ambiente.

Por meio do projeto “Redução da Geração de Resíduos Quimioterápicos”, o HRBA foi a única unidade de saúde do Norte do Brasil a integrar a edição 2020 do relatório “Hospitais que Curam o Planeta”, promovido pela organização não governamental internacional Salud Sin Daño (Saúde Sem Dano).

A unidade reduziu em 20% a quantidade de resíduos gerados no setor de Farmácia da Quimioterapia, de 107 quilos em 2017, para 86 quilos em 2019.

“Aqui no HRBA temos profissionais e cidadãos conscientes de seu dever na proteção do meio ambiente. Somos referência no Norte do País em trabalhos voltados para sustentabilidade um dos valores da Pró-Saúde. Nossas equipes realizam consumo racional e, por meio de projetos, reciclamos e reaproveitamos materiais que antes eram desperdiçados”, ressaltou o diretor Administrativo e Financeiro, Bruno Rezende.

Reconhecido entre os melhores hospitais públicos do Brasil e referência em áreas como oncologia, neurocirurgia e ortopedia, o Hospital Regional do Baixo Amazonas faz parte de um seleto grupo no Brasil – há sete anos consecutivos – que detém o certificado ONA 3 Acreditado com Excelência.

A qualidade no atendimento é confirmada pelos usuários, por meio da pesquisa de satisfação da unidade, que em 2021, alcançou um índice geral de 98,8% de aprovação.