Hospital Regional do Baixo Amazonas faz alerta no Dia Mundial do Câncer

De acordo com o Inca, cerca de 7,6 milhões de pessoas no planeta morrem em decorrência do câncer a cada ano

 

[04/02/2022] – Na data em que é lembrado o Dia Mundial do Câncer (04/02), o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), gerenciado pela Pró-Saúde em Santarém, faz um alerta sobre a importância da prevenção da doença que, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), mata cerca de 7,6 milhões de pessoas no planeta a cada ano.

Atendendo a uma população estimada em mais de 1,3 milhão de pessoas, residentes em 30 municípios, o HRBA é um dos hospitais de referência na região Norte para o tratamento de pessoas com câncer (conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células).

A unidade, que pertence ao Governo do Pará, atende hoje 650 casos da doença, entre novos e de continuidade. Os tipos mais prevalentes em tratamento no HRBA são: mama, próstata, leucemia, colo uterino e estômago.

A paciente Maria Izaurina Belém Pereira, de 48 anos, foi diagnosticada com um câncer no útero em 2018. Ela sempre realizou exames preventivos e descobriu a doença ao perceber que a menstruação estava irregular.

“Eu sempre tive muito cuidado e isso foi importante para um diagnóstico ainda no início da doença. Procurem sempre fazer exames preventivos e percebam as alterações no seu organismo”, alerta Izaurina, que realiza tratamento no HRBA desde 2019.

O Inca estima ainda que 1,5 milhão de mortes anuais em decorrência do câncer poderiam ser evitadas com a adoção de medidas preventivas.

“A prevenção mais comum é o diagnóstico precoce, por meio de exames de imagem ou clínicos, realizados regularmente. Com isso, é possível ter o diagnóstico numa fase em que a pessoa pode ter acesso rápido ao tratamento, com alto potencial de cura e menor custo psicológico”, destaca o médico e diretor Clínico do HRBA, Marcos Fortes.

“A prevenção primária é que não haja possibilidade de o indivíduo ter câncer, por exemplo: uma pessoa que sabe que geneticamente tem probabilidade alta de ter a doença em um órgão, pode optar pela retirada desse órgão, medida que será bastante efetiva”, aponta o especialista.

O especialista, que coordena o Serviço de Oncologia do HRBA, explica que não há uma causa única para o câncer. “Para cada tipo vamos ter um fator, como alimentação inadequada, uso de substâncias tóxicas, exposição demasiada ao sol, mutação nas células causada por vírus, e, em menor quantidade, pode ser uma mutação herdada de pais para filhos”.

O profissional da Pró-Saúde dá dicas valiosas, que podem ser adotadas no dia a dia e que contribuem com a prevenção da doença:

– Adotar uma alimentação saudável, priorizando frutas e verduras, além de evitar carnes processadas;
– Praticar atividades físicas;
– Manter o peso corporal adequado;
– Não fumar (incluindo cigarros eletrônicos);
– Não ingerir bebidas alcoólicas;
– Realizar exame preventivo de câncer do colo do útero a cada três anos, para mulheres com idade entre 25 e 64 anos;
– vacinar as meninas de 9 a 14 anos, e os meninos de 11 a 14 anos, contra o HPV;
– Vacinar-se contra a hepatite B;
– Evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h.

Dados HRBA

Em 2021, o Hospital Regional do Baixo Amazonas realizou cerca de 19,6 mil consultas oncológicas, 1,1 mil cirurgias oncológicas, 12,4 mil sessões de quimioterapia e mais de 38,7 mil sessões de radioterapia.

Com a certificação ONA 3 – Acreditado com Excelência, o HRBA está entre os melhores hospitais do país, reconhecidos pela qualidade assistencial e segurança destinada aos pacientes.