A importância da Terapia Ocupacional na recuperação de pacientes internados

Hospital Regional do Baixo Amazonas possui cinco profissionais da área, que atuam no desenvolvimento de projetos voltados para reabilitação e bem-estar

 

[19/01/2022] – Na semana em que é celebrado Dia Mundial do Terapeuta Ocupacional (19/01), o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), gerenciado pela Pró-Saúde em Santarém, destaca o papel essencial destes profissionais na recuperação do quadro clínico de pacientes internados.

O objetivo da Terapia Ocupacional é reabilitar e estimular aspectos que proporcionem a autonomia e independência da pessoa que apresenta dificuldades em desempenhar atividades do próprio cotidiano.

“São itens simples, como tomar banho, escovar os dentes ou se vestir, que podem ter a sua realização comprometida por uma doença, acidente ou tratamento, impactando de forma significativa a vida do paciente”, conta a Terapeuta Ocupacional (TO), Ana Paula Ribeiro, que atua no Regional.

O HRBA é uma unidade do Governo do Pará, que realiza atendimentos de média e alta complexidades, atuando como referência para uma população estimada em mais de 1,3 milhão de pessoas.

“A hospitalização gera uma interrupção no cotidiano da pessoa e nosso papel é ajudar a melhorar a qualidade de vida e bem-estar do paciente durante a internação”, explica Ana Paula.

Natural do município de Alenquer, o pequeno Heitor Carlos Ferreira Moreira, de três anos, foi internado no Hospital Regional do Baixo Amazonas quando tinha apenas um mês e 15 dias, para tratar uma doença degenerativa rara, a Atrofia Muscular Espinhal (AME). Devido sua condição clínica, Heitor precisa de ventilador mecânico para respirar, por isso, é morador do HRBA.

A mãe Simone Lopes Ferreira conta que é perceptível a evolução do filho depois que começou a receber os atendimentos da Terapia Ocupacional.

“Quando ele vê as terapeutas, muda de humor na hora, porque sabe que vai ter muitas brincadeiras, pintura, que vai usar o tablet. Por meio da Terapia Ocupacional, passei a entender a forma do meu filho se comunicar. Elas me ajudaram a entender quando ele está feliz ou triste, quais desenhos gosta de assistir”, destaca a mãe.

Simone complementa: “o ‘sim’ dele é uma piscadinha e um sorriso. O ‘não’, ele franze a testa e mostra os dentes. Através do trabalho das TOs e dos fisioterapeutas, estamos descobrindo outras formas dele se comunicar, as posições que ele mais gosta no leito. Sem falar que ele ama as festinhas de aniversário e os passeios pelo hospital”.

Reconhecido como um dos dez melhores hospitais públicos do país, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), desenvolve projetos como a gameterapia, passeio terapêutico e comemoração de aniversários nos leitos, ações que repercutem diretamente na melhora da saúde do paciente.

“Esses projetos proporcionam minimização de estresse, melhora na aceitação do tratamento e na socialização com a equipe”, ressalta a TO que atua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica, Irmara Amaral.

Atualmente, a equipe de Terapia Ocupacional do Regional conta com cinco profissionais, sendo um residente na área de Ortopedia e Traumatologia e um em Oncologia.

“Atuar no HRBA me traz o sentimento de satisfação e gratidão por cada sorriso compartilhado, histórias conhecidas, vidas melhoradas, ocupações preservadas e resgatadas”, declara Irmara.

“Por meio de nossa profissão podemos proporcionar a esses pacientes o retorno às suas atividades, vencer limitações e promover qualidade de vida, mesmo durante a internação e tratamento de uma doença”, afirma Ana Paula Ribeiro.