Homenagens do Hospital Regional de Santarém aos profissionais da enfermagem frente à Covid-19

Atividades em prol da valorização dos profissionais fazem parte da Semana de Enfermagem 2020

(14/05/2020) – Com mais de 620 profissionais de enfermagem em seu quadro de trabalho atuando na linha de frente de combate ao novo coronavírus (Covid-19), o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), organizou uma série de atividades para comemorar a Semana de Enfermagem 2020.

Com o tema, “Valorização da enfermagem frente à Covid-19”, o Regional do Baixo Amazonas, unidade do Governo do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde, construiu o “Túnel da Motivação” na entrada principal do hospital, com 600 envelopes com o nome de cada um dos profissionais de enfermagem. Com caneta e papel disponível, a ideia é estimular colaboradores e usuários a fazerem suas homenagens, deixando mensagens de carinho e amor aos profissionais da unidade.

“A gente pensou em como realizar uma semana de enfermagem respeitando as recomendações do momento atual de pandemia. Então decidimos focar na valorização do profissional da enfermagem, uma vez que, vivemos um momento desafiador. O ‘Túnel da Motivação’ tem como proposta nos auxiliar a destacar a importância desses profissionais na vida das pessoas. A enfermagem necessita dessa força, dessas palavras, dessa integração e reconhecimento”, explica Herickson Lee, enfermeiro e coordenador da programação.

A programação no HRBA conta ainda com o Momento #EuValorizoaEnfermagem, no qual uma comissão de enfermeiros, devidamente paramentados com EPIs personalizados (Equipamentos de Proteção Individual), visitam os setores do hospital levando um momento de reflexão sobre a importância deste profissional para a sociedade. Ainda utilizando a hashtag, os profissionais ganharam um painel fotográfico para fotos criativas, que façam alusão à vitória contra o coronavírus. No painel, a orientação é clara: higienizar os objetos cênicos e as mãos com álcool em gel, antes de utilizar.

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, a direção do hospital planejou atividades que evitassem aglomerações, e garantissem a segurança de todos. Com tudo isso, realizou a abertura oficial do evento por meio da Rádio HRBA, alcançando todos os públicos da unidade. Ainda utilizando a rádio como ferramenta de comunicação, realiza durante toda essa semana um momento de interação com todos os profissionais de saúde do hospital, denominado Big Fone da Enfermagem.

“Nós estamos felizes com a postura de cada um dos nossos profissionais. Como soldados no campo de batalha, não fugiram a luta e estão aqui enfrentando esta pandemia. Dizemos que aqui no HRBA, temos um exército vestido de branco. Temos a certeza que sairemos muito mais fortes, com um aprendizado muito grande. Teremos que reavaliar muitos processos assistenciais, mas também nossa relação enquanto pessoas. Não podemos estar juntos hoje comemorando, no mesmo espaço, mas ainda assim poderá ser a maior e melhor semana de enfermagem porque estamos engajados neste propósito maior que é valorizar, preservar e salvar as vidas das pessoas”, afirma o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi.

23 pacientes recuperados

Até a manhã desta quinta-feira (14/5), o HRBA, considerando um dos dez melhores hospitais públicos do Brasil, já alcançou a marca de 23 pacientes recuperados após internação relacionada ao novo coronavírus.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.