Hospital Regional de Santarém realiza corrida para estimular doação de órgãos

Inscrições para a I Corrida Doando Pela Vida começam nesta terça-feira (1°)

(01/10/2019) – Para incentivar a doação de órgãos no Oeste do Pará, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), lança oficialmente nesta terça-feira (1/10) a primeira edição da Corrida Doando Pela Vida. As inscrições podem ser realizadas até o dia 10 de outubro, na loja Lupo do Paraíso Shopping.

A corrida de rua é uma das práticas esportivas que mais têm se destacado no cenário nacional, justamente por ser um acessível e democrático. Na prática, essa atividade física – se realizada de maneira regular – traz inúmeros benefícios para as pessoas que buscam a prevenção e a promoção da saúde. Em Santarém, a modalidade tem evoluído em número de adeptos e eventos realizados.

A I Corrida Doando Pela Vida será realizada no domingo (13/10), às 7h, e terá percurso de 5 km, com largada no Centro Cultural João Fona, passagem rápida pela Avenida Nazaré, seguindo pela Avenida Rui Barbosa, Travessa 2 de junho, Avenida Tapajós, retornando ao Centro Cultural, na Orla da cidade.

Um dos idealizadores da corrida e responsável técnico pelo serviço de transplantes do HRBA, o médico nefrologista Emanuel Esposito, explica como surgiu a ideia do evento. “Queremos chamar atenção da população para essa causa dos transplantes e reforçar que a atividade física é uma maneira de controlar e prevenir doenças. Nós observamos na população esse gosto pela atividade, principalmente, a corrida de rua. O objetivo é, também, promover a saúde e melhorar o controle de enfermidades como a diabetes e a hipertensão, que levam à insuficiência renal. Durante a corrida, teremos a participação de pessoas transplantadas, que puderam ter a chance de uma nova vida, a partir de um ato de amor de um doador”, destaca.

Prazo de inscrições

A taxa de inscrição é de R$ 40. Os inscritos terão direto, a um kit de corrida contendo: chip, número, camisa, medalha de participação, além de água e frutas ao final da prova. A entrega do kit será feita no dia 11 de outubro, das 11h às 18h, na loja Lupo. Todo alimento arrecadado será doado à entidade Irmã Dulce dos Pobres.

O diretor Hospitalar do HRBA, Hebert Moreschi, destaca as contribuições que o evento trará para a sociedade. “O Hospital Regional de Santarém é protagonista quando o assunto é transplantes no Pará. Temos muitos resultados para comemorar, no entanto, sabemos que sem doador, não há transplante. Por isso, vencer o tabu que ainda ronda o tema, é fundamental para salvarmos mais vidas”, ressaltou. Segundo Moreschi, a corrida vai disseminar informações sobre doação de órgãos, para alcançar mais famílias que ainda não discutem o assunto em casa. “Doar órgão é doar vida! E é isso que buscamos todos os dias dentro do HRBA”, finaliza.

Dia da Filantropia leva serviços gratuitos à população

Durante a corrida, o HRBA realizará mais uma edição do projeto “Ação do Bem”, em comemoração ao Dia da Filantropia. Na ocasião, corredores e população em geral poderão ser agentes do bem, doando alimentos que serão destinados a uma entidade. Serão disponibilizados atendimentos de saúde com aferição de pressão arterial, teste de glicemia e distribuição de material educativo.

Sobre o HRBA

O Hospital Regional do Baixo Amazonas é uma unidade pública de saúde do Governo do Estado do Pará e é gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. O hospital é credenciado para a captação múltipla de órgãos e transplantes de rins. O primeiro transplante de rim proveniente de doador vivo foi realizado pela unidade em novembro de 2016. Até o momento, o HRBA alcançou a marca de 53 transplantes.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros – a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativo, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.