HRBA consolida a formação de profissionais em saúde

O desenvolvimento e fortalecimento da área acadêmica, tornando-se um centro formador de profissionais da área da saúde, foi uma das prioridades do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), durante a sua trajetória de dez anos. O HRBA é habilitado como Hospital de Ensino desde 2014, tendo como missão institucional aliar o ensino e a pesquisa à assistência.

Residente de Cirurgia Geral, Vinícius Savino, ressaltou que a unidade hospitalar é um cenário vasto para análises médicas. “O hospital, acima de tudo, é uma escola. Tenho certeza que o nível de excelência em que eu estou inserido aqui não deixa a desejar a outros locais do país. Espero, futuramente, poder contribuir também para os outros que virão fazer residência” considerou. Savino também comentou sobre os preceptores, que são os profissionais responsáveis pelo ensinamento aliando teoria e prática. “Sou muito grato pelo acolhimento que me foi dado, pelos profissionais multiprofissionais que trabalham aqui e são parceiros, pelos professores e preceptores que são capacitados e sempre estão dispostos a contribuir”.

A unidade oferece 33 vagas em 12 especialidades de Residência Médica, nas áreas de Anestesiologia, Cancerologia clínica, Cancerologia Cirúrgica, Cirurgia geral, Clínica Médica, Ginecologia e Obstetrícia, Infectologia, Medicina da família e comunidade, Neurocirurgia, Ortopedia e traumatologia, além de Pediatria. Além da residência em Medicina, o Hospital Regional dispõe de 27 vagas em seis diversas áreas da saúde na chamada Residência Multiprofissional que atende especialidades em Atenção Integral em Ortopedia e Traumatologia, nas áreas de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Psicologia, Serviço social e Terapia ocupacional.

Residente de Farmácia no programa de Atenção Integral de Ortopedia e Traumatologia, Breno Ferreira considerou que a cultura organizacional é apropriada para o desenvolvimento das pesquisas. “O Hospital Regional tem sido uma grande escola para mim, além de ser um dos melhores locais de onde eu pude estar, estagiando ou trabalhando. Também promove cursos de atualização e busca integrar os residentes. O hospital não fecha os olhos para gente, sempre ouve nossas sugestões e nos dando oportunidades”, garantiu.

Em dez anos, o HRBA realizou 163 projetos de pesquisa. Nos últimos dois anos, a unidade recebeu mais de 2.300 estudantes das mais diversas áreas, não só de saúde. Para o diretor-geral do hospital, Hebert Moreschi, a responsabilidade é a de gerar e disseminar o conhecimento por toda a região, além de proporcionar qualificação acadêmica e científica. “A nossa atuação na área da saúde é também para que os municípios vizinhos possam estar absorvendo esses profissionais formados no Hospital Regional”.

O diretor de Ensino e Pesquisa, Luís Fernando Gouvêa, ressaltou que a unidade já foi campo de aprendizagem, inclusive, para alunos de outros países. “Desde a sua certificação como hospital ensino, e até antes, o HRBA vem cada vez mais estreitando laços da assistência com a área de formação de profissionais”, afirmou. “Então, o hospital regional é uma referência não só pela assistência, mas também, pela formação, seja com estágios, residências, visitas técnicas e pesquisas. Já recebemos alunos de outros países. E isso tudo demonstra a qualidade e oportunidade de aprendizagem dentro de sua equipe profissional em compartilhar conhecimento”, enfatizou. Gouvêa lembrou que trabalhos são desenvolvidos anualmente e apresentados em eventos científicos. “Também temos projetos que são realizados em parceria com instituições de ensino superior, em que os alunos auxiliam na condução de alguns projetos, que melhoram e dinamizam a parte do cuidado, da humanização”.