Gameterapia auxilia no tratamento de pacientes

A brinquedoteca do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), transforma-se toda vez que o projeto de ”Gameterapia” é executado pela equipe de Terapia Ocupacional. As crianças esquecem que se encontram hospitalizadas e transbordam de alegria, deixando os problemas de lado. Até os pais se surpreendem com as respostas.

O projeto é executado em caráter piloto há cerca de um ano, utilizando um videogame e um sensor de movimentos. São vários os benefícios. A interação com os jogos estimula a atividade cerebral, facilita a aceitação ao tratamento proposto, reduz gastos com outras terapêuticas, retira o foco da dor, melhora o bom humor e permite reabilitação motora.

Para o terapeuta ocupacional Walderly Aguiar Filho, os resultados são bastante satisfatórios. “O hospital tem inovado com o projeto de Gameterapia. É uma forma de trabalhar a ludicidade e também tirar o paciente do sedentarismo, uma vez que ele fica muito tempo posicionado no leito, o que favorece a uma atrofia da musculatura”, diz.

As crianças são as maiores beneficiadas. Com as sessões, elas ficam muito mais receptivas ao tratamento. “Depois que ele começou a participar, melhorou demais. Antes, só queria ficar deitado no leito. Agora, está se sentindo muito melhor, quer brincar”, conta Regilda Gomes, de 27 anos, que acompanha o filho de seis anos durante o tratamento contra um linfoma. “Ele chegou a ficar muito triste por ter que passar o Natal aqui internado. Mas, agora, ele nem fala em sair, porque tem com o que se divertir”.

Além do aspecto lúdico e interação entre pais e filhos, a ferramenta proporciona outros ganhos. O nível das atividades depende do condicionamento de cada criança. “Elas ficam muito empolgadas e nós dosamos o limite para não fadigar. A Gameterapia também é utilizada como instrumento de reabilitação, porque favorece amplitude dos membros inferiores, superiores, trabalha lateralidade. Favorece, também, ao sistema imunológico. É uma ferramenta fantástica”, finaliza Filho.