Policlínica itinerante no Hospital Regional do Baixo Amazonas recebe visita do governador do Pará

(22/06/2020) – O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde, em Santarém, recebeu a visita do governador do Estado, Helder Barbalho, no final da manhã desta segunda-feira (22). A autoridade acompanhou os serviços realizados pela Policlínica Itinerante do Governo Estadual, que leva atendimentos de saúde a pessoas com sintomas gripai, leves e moderados, da Covid-19.

O HRBA disponibilizou a estrutura física do ambulatório de consultas para atendimento à população e realizou tomografias computadorizadas, mediante indicação médica – exame complementar que auxilia na identificação precoce da Covid-19. A ação teve início no último no sábado (20) e se encerrou nesta segunda-feira (22), com uma estimativa de 1.200 atendimentos realizados.

A equipe da policlínica é formada por seis médicos clínicos, três enfermeiros, três técnicos em enfermagem, três recepcionistas e um coordenador geral. “As pesquisas identificaram o avanço da doença para a região Oeste do Pará. Temos buscado estruturar a rede hospitalar, com a disponibilização de mais leitos de UTI. Estamos descentralizando os atendimentos. A Policlínica tem o conceito de atender precocemente para evitar o agravamento dos casos”, ressaltou o governador Helder Barbalho.

Os pacientes passaram por triagem de identificação dos sintomas e, em seguida, realizaram a consulta médica. Foi o caso do supervisor de logística, Marcos Almeida. “Eu estou há alguns dias sentindo desconforto na garganta, tosse seca, e comecei a sentir dores nas costas, então resolvi aproveitar essa oportunidade de atendimento para me consultar com o médico”, disse Marcos que, após a consulta, recebeu medicação ainda na policlínica para iniciar o tratamento contra o novo coronavírus.

“Para o HRBA, apoiar esta iniciativa cedendo espaço e realizando exames é de suma importância para garantir que cada vez menos pessoas precisem de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), uma vez que, somos o Hospital de referência para atendimentos graves em toda a região do Baixo Amazonas”, explicou o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi.

Padronização de testes do Labimol

Na ocasião, alguns pacientes da policlínica, com sintomas da Covid-19 e também os assintomáticos, tiveram a oportunidade de participar da padronização dos protocolos de operação do novo Laboratório de Biologia Molecular (Labimol), que deverá entrar em funcionamento ainda esta semana no HRBA. Os pacientes tiveram secreções coletadas e devem receber o resultado nos próximos dias. Esta etapa de teste do Labimol é necessária para avaliar se todos os procedimentos estão sendo desenvolvidos com êxito, para então, entrar oficialmente em operação.

A instalação do Labimol em Santarém é uma estratégia de descentralização e ampliação das possibilidades de diagnosticar a Covid-19 no estado do Pará com mais celeridade. Realizar este diagnóstico em Santarém reduzirá o tempo de espera pela confirmação dos resultados, o que favorecerá o tratamento dos pacientes de toda a região Oeste do Pará. É uma iniciativa do Governo do Pará por meio da Secretaria Regional de Governo do Baixo Amazonas (SRGBA) e da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), em parceria com a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) e Ministério Público do Trabalho (MPT).

O Regional do Baixo Amazonas é reconhecido como um dos dez melhores hospitais públicos do Brasil. É certificado pela Organização Nacional de Acreditação com o nível máximo de qualidade, a ONA 3 – Acreditado com Excelência. A unidade presta atendimento 100% gratuito e é referência no tratamento de casos da Covid-19 na região. Até a manhã desta segunda-feira (22), o HRBA já alcançou a marca de 80 pacientes recuperados após internação relacionada ao novo coronavírus.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.