Super-heróis visitam crianças internadas no Hospital Regional de Santarém

(28/03/2019) – As crianças internadas na Clínica Pediátrica do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar em Santarém (PA), tiveram uma grande surpresa ao receberam a visita de alguns super-heróis. Além de poderem conversar com personagens como o Homem-Aranha e Capitão América, os pacientes receberam kits de higiene. A ação é fruto do trabalho voluntário do grupo “Amigos dos Anjos de Deus”.

Para Antônio Lopes, que acompanha o filho internado, o ambiente hospitalar fica muito mais agradável com essas ações. “Sempre é bom receber essas ações solidárias no hospital. Só de ver minha filha alegre eu também fico alegre, principalmente quando eles trazem o Homem-Aranha e o Capitão América. As crianças ficam muito felizes com a visita de todos eles”, revela Lopes.

A voluntária Aldenora Andrade conta que a alegria transmitida pelas crianças faz com que todo esforço valha a pena. “Nossa missão é levar amor, carinho e paz para as crianças que fazem tratamento aqui. Sempre tentamos proporcionar alegria ao trazer personagens e fazer orações por eles”, afirma.
A mãe de um dos pacientes, Elizângela Ferreira, agradeceu a visita. “É muito importante receber esses kits de higiene, porque muitas vezes não temos condições de comprar. Ficamos muito felizes, e as crianças também, é muito gratificante”, conta.

Humanização

Fazer com que as pessoas se sintam acolhidas é uma tarefa estimulante e desafiadora em um universo tão complexo como o Hospital Regional de Santarém, que é referência de média e alta complexidades para uma população estimada em 1,1 milhão de residentes em 20 municípios do Oeste do Pará. “Nós sempre pensamos em proporcionar a melhor experiência ao nosso usuário. Durante o tratamento, os pacientes passam por muitas dificuldades, e é por isso que tentamos levar um pouco de alegria, oferecendo um ambiente acolhedor e reconfortante”, explica a integrante do Grupo de Ações e Eventos de Valorização Humana (GAEVH) do HRBA, Karen Cardoso.

A unidade – que é gerenciada pela Pró-Saúde, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) – desenvolve diversas ações para aliviar os dias de internação e a saudade de casa. São levados para o ambiente hospitalar momentos do cotidiano do paciente, como o “Festa Kid’s”, a visita do avô e a do irmão, a escolarização hospitalar e o fomento à leitura, por meio do projeto “Ensino, Cultura e Saúde”. Neste projeto, pacientes e acompanhantes têm acesso a uma biblioteca com diversificadas obras literárias. São vistas as particularidades de cada usuário, como é o caso dos que têm necessidades especiais de acompanhamento familiar contínuo. Outra iniciativa que busca amenizar o período afastado das atividades rotineiras é o “Pet Terapia”, onde o usuário recebe um animal para que possa ter um convívio.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma das maiores entidades de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Tem sob sua responsabilidade mais de 2.068 leitos e o trabalho de cerca de 16 mil profissionais, sendo 2,9 mil médicos, contribuindo para a humanização do atendimento hospitalar, em especial do SUS. Com excelência técnica e credibilidade nacional, é uma Organização Social de Saúde (OSS) que oferece uma gama de serviços em benefício da vida. A atuação na área de administração hospitalar tornou a entidade amplamente reconhecida no setor e permite que a Pró-Saúde ofereça a mesma qualidade em assessoria e consultoria, planejamento estratégico, capacitação profissional, diagnósticos hospitalares e de saúde pública, gestão de serviços de ensino e muitos outros.

A atuação da Pró-Saúde, entidade sem fins lucrativos, se alinha aos esforços da sociedade para o aperfeiçoamento dos serviços públicos de saúde. Como organização alicerçada na ética cristã e na vasta experiência católica de trabalho social, voltada aos mais diversos públicos, nas mais distintas realidades, a Pró-Saúde prima pela valorização da vida e pela defesa das condições essenciais para o desenvolvimento das pessoas.